Translate

quarta-feira, julho 24, 2013

Lúcio Flávio morreu com uma estocada no pescoço, na cadeia, em janeiro de 75

Lucio Flávio Vilar Lírio, ou simplesmente Lúcio Flávio, o lendário bandido cujo QI de inteligência surpreendia a todos, aquele que dizia "bandido é bandido, polícia é polícia" e que virou tema do filme de Hector Babenco, Lucio Flávio, o Passageiro da Agonia, morreu nas mãos de um bandidinho qualquer, que o assassinou com uma estocada no pescoço, dentro do presídio, provavelmente a mando de outras pessoas. Afinal, Lúcio Flávio sabia muitas coisas e era um arquivo vivo. Ele morreu em janeiro de 1975, conforme encontrei nesta edição do Correio do Povo, de Porto Alegre, coleção do Arquivo Histórico de Porto Alegre. Reproduzi a notícia, mas não sei se a qualidade é suficiente para uma boa visualização. Tentem. A data está no papel escrito à mão.

Nenhum comentário: