sexta-feira, agosto 01, 2014

Nani, em A Charge Online.







Hoje Bruna Lombardi faz 62 anos, Gaby Amarantos faz 36, José Padilha faz 47, Felipe Camargo completa 54 e Ney Matogrosso festeja 75. E no dia de hoje nasceram Yves Saint Laurent (fal. 2008) e Renata Fronzi (fal. 2008)

quinta-feira, julho 31, 2014

Nani, em A Charge Online.





Hoje José Roberto Guimarães faz 60 anos, Geraldine Chaplin faz 70, Hans Donner faz 66, Wesley Snipes faz 52, Paula Morelembaum faz 52 e Nivaldo Prieto faz 49.

terça-feira, julho 29, 2014





Hoje Drica Moraes 45 anos e o narrador Teo José completa 51. E hoje nasceu Benito Mussolini, em 1883.
Também no dia de hoje faleceram Vincent Van Gogh (1890), o cantor Paulo Sérgio (1980) e o humorista e cantor Mussum, em 1994.

segunda-feira, julho 28, 2014

Aroeira, O Dia (RJ). A Charge Online.

Na era heroica da aviação, a Táxi Aéreo Guarany voava diariamente de Porto Alegre a Estrela

No final da década de 40, logo depois do término da Segunda Grande Guerra, o Brasil era o segundo país em linhas aéreas em todo o mundo, chegando a ter mais de 60 empresas nessa área. Em tal época heroica da aviação os aviões eram pequenos, barulhentos e desconfortáveis, transportando muitas vezes quatro ou cinco passageiros em viagens perigosas e emocionantes que terminavam em precárias e quase impraticáveis pistas de pouso. Os acidentes eram muitos e os pilotos se orientavam por referências geográficas ou inscrições que as comunidades colocavam no alto das casas e dos prédios.
O Rio Grande do Sul, pioneiro na navegação aérea com a Varig, destacava-se neste aspecto. O aeroporto São João, atual Salgado Filho, movimentava uma média de 60 vôos diários, com aeronaves de grandes companhias e de pequenos táxis aéreos ou linhas regionais. Nesta reprodução do Correio do Povo de julho de 1949 vemos o anúncio da empresa Táxi Aéreo Guarani, que seguiria em "vôos especiais" para "qualquer lugar onde haja campo de pouso" - leia-se, locais de terra batida e nenhuma infraestrutura. Para a cidade de Estrela, por exemplo, a Guarany voava diariamente. 











Hoje Jacqueline Kennedy Onassis completaria 85 anos (fal. 2004), Daniela Mercury faz 49, Hugo Chavez faria 60, Isis de Oliveira festeja seus 55, Osmar Santos completa 65, Luis Fernando Carvalho completa 54, Sasha Meneghel faz 16 e Guilherme Arantes 61. E no dia de hoje, em 1938, foram mortos os cangaceiros Lampião e Maria Bonita, ele com 40 anos, ela com 27.

domingo, julho 27, 2014

O menininho de O Iluminado virou professor

Neste momento estou assistindo O Iluminado, que tem cópias completas no Youtube, e novamente me impressionou o desempenho do menino, aquele que faz o papel do filho do escritor vivido pelo Jack Nicholson, Danny. Pois ele se chamava também Danny, de verdade, tinha seis anos quando Stanley Kubrick  produziu o filme baseado no livro de Sthefan King, no início dos anos oitenta. Ele não sabia que era um filme de terror, diz o site em que li a respeito.
O menininho só fez mais um filme e se afastou do cinema, preferindo o anonimato e não badalando nos meios artísticos. Pelo que se sabia, em 2009, tinha se tornado professor de biologia em uma cidadezinha do interior dos Estados Unidos. Vi uma foto dele (abaixo), aos 36 anos, já meio carecão e bem diferente do garoto que foi. 
O filme é um dos melhores do gênero, sem dúvida, e mesmo quem não é chegado a essas coisas do sobrenatural acaba se arrepiando com "o que tem no quarto dois-três-sete", as duas irmãs e aquela mulher nua que se transforma em cadáver putrefato quando Nicholson a beija. E o início, com o carro serpenteando por aquela estrada nas montanhas, filmado de helicóptero. Grande filme, perfeito em tudo. (Vitor Minas)

28 de julho: os 64 anos dos desastres do Constellation da Panair e do Lodestar que matou Salgado Filho




Sessenta e quatro anos atrás, em meio a um inverno chuvoso e frio, logo depois da grande fracasso na Copa do Mundo que acontecera no Brasil, o Rio Grande do Sul viveria uma das mais tristes semanas da sua História - os acidentes do Constellation da Panair do Brasil, no Morro do Chapéu, nas proximidades de Porto Alegre, e o desastre do avião Lodestar da SAVAG (empresa aérea gaúcha, com sede em Rio Grande), matando 61 pessoas - grande parte delas integrante da nata da alta sociedade rio-grandense.
   No início da noite de sexta-feira, 28 de julho, o moderníssimo Constellation (o mais luxuoso avião de carreira que operava nos céus brasileiros) chocou-se contra a ponta rochosa do Morro do Chapéu, em Sapucaia do Sul, matando na hora 51 pessoas, incluindo famílias inteiras. Menos de 48 horas depois, em São Francisco de Assis, na tarde de domingo, a aeronave que conduzia Joaquim Pedro Salgado Filho para a estância do Itu, onde iria conferenciar com Getúlio Vargas (iniciava-se a campanha eleitoral que conduziu Vargas de volta ao palácio do Catete, desta vez pelo voto), chocou-se contra árvores em uma colina, matando seus dez ocupantes.
As duas tragédias aéreas chocaram o Rio Grande do Sul e alteraram radicalmente o panorama eleitoral, uma vez que o senador Salgado Filho (o primeiro ministro da Aeronáutica do Brasil, em 1941) era agora candidato ao palácio Piratini pela coligação liderada pelo PTB e mostrava-se franco favorito ao cargo de governador.
Os céus do Rio Grande se cobriram de luto, como disseram os jornais, que se encheram de convites fúnebres envolvendo nomes como Rotfuchs, Berta, Maisonave, Maia Filho e outras famílias da sociedade gaúcha, a grande maioria voltado do Rio (de onde partira o Constellation pilotado pelo célebre comandante Edu) depois de assistir à final da Copa do Mundo no Maracanã.  Ele deveria pousar no único campo de pouso capaz de suportar o seu peso, o da Air France, em Gravataí. O piloto tentara aterrissar, sem sucesso, por três vezes, mas as condições climáticas e a presença de fortes nuvens fizeram que decidisse voltar ao Rio, de onde partira três horas antes. O avião colidiu contra o alto do morro, explodindo e matando todos a bordo. Se tivesse conseguido subir mais seis ou sete metros, a aeronave não teria esse destino.
Os jornais da época - especialmente o Correio do Povo e o Diário de Notícias rodaram sucessivas tiragens, relatando as duas tragédias que marcaram de forma indelével a história do Rio Grande do Sul. Salgado Filho, de 62 anos, daria seu nome ao aeroporto de São João, o terceiro mais movimentado do País, num período em que o Brasil contava com mais de cinquenta empresas aéreas, muitas delas tão minúsculas e improvisadas que quebraram logo depois. Eram - como o caso do Lodestar da SAVAG - sobras de guerra norte-americanas, adaptadas aos vôos civis de passageiros. VER MAIS A RESPEITO NESTE BLOG, em arquivo.

Mariano, em A Charge Online.
Hoje Paulo Silvino está fazendo 75 anos.