Translate

segunda-feira, outubro 13, 2014

Porto Alegre entregue ao crime e à violência



A criminalidade dos dias atuais, que tanto assusta, se manifesta em crimes cruéis e em assaltos a carros-pagadores, caixas eletrônicos, bancos e latrocínios banais. Porém se engana quem, na onda saudosista, imagina que nos "velhos tempos" a Capital dos gaúchos era uma cidade tranquila e quase sem assaltos. Em 1975 e 1976 - em pleno vigor do regime militar - a população da cidade se dizia  amedrontada com a onda de criminalidade que se abatia sobre ela. De fato, eram muitos os assaltos a pedestres, os furtos, as pungas e os assassinatos de taxistas, além dos sequestros-relâmpagos, tais como acontecem hoje. Até mesmo o jogador do Internacional, campeão brasileiro de 75 e 76, Paulo Roberto Falcão, 22 anos (ele tinha um Chevette...) foi sequestrado na região metropolitana, conforme reprodução de notícias do jornal Correio do Povo, coleção do Arquivo Histórico de Porto Alegre. Tal como hoje, se reclamava da falta de policiamento nas ruas.

Nenhum comentário: