segunda-feira, janeiro 25, 2016

Mariano, em A Charge Online.

quinta-feira, janeiro 21, 2016

Clayton, em O Povo (CE). A Charge Online.

sábado, janeiro 16, 2016

Luis Fernando Veríssimo e o Encouraçado Butikin

Nos anos sessenta a casa noturna Encouraçado Butikin, na avenida Independência, era o ponto mais chique e badalado de Porto Alegre, frequentado por artistas, empresários, políticos e esportistas. Em junho de 1972 o jornalista e escritor Luiz Fernando Veríssimo - que, com trinta e poucos anos, ainda não despontara para a fama e trabalhava no jornal Zero Hora - comentou o fechamento do local. 

segunda-feira, janeiro 11, 2016

Duke, em A Charge Online.

sexta-feira, janeiro 08, 2016

16 dias em Buenos Aires e Montevidéu

No final dos anos quarenta o intercâmbio entre Porto Alegre e as capitais do Prata - Buenos Aires e Montevidéu - era mais intenso do que nos dias atuais, e frequentes excursões turísticas ou de compras se dirigiam para as duas importantes cidades da Argentina e Uruguai. A empresa Exprinter, que funcionava na Rua da Praia, era então a maior do ramo turístico e de câmbio, anunciando seguidamente nos jornais a sua programação, como vemos neste anúncio publicado no Correio do Povo, em janeiro de 1947,

quinta-feira, janeiro 07, 2016

10001 Noites, a boate que marcou época em Porto Alegre

A "boite" mil e uma noites marcou época em Porto Alegre, nos anos 40 e 50. Localizada, segundo dizem, na Vila Assunção, na Zona Sul, era local de importantes espetáculos e apresentações de grandes cantores que vinham do eixo Rio-São Paulo. Nesta publicidade, publicada no Correio do Povo, em 1949, vemos o anúncio dos shows de Dorival Caymmi e da dupla Jararaca e Ratinho.

segunda-feira, janeiro 04, 2016

De Porto Alegre para Curitiba em apenas um dia e meio

Que modernidade - uma viagem de Porto Alegre a Curitiba em apenas um dia e meio, graças às melhorias nas estradas... Pois é, era assim em 1945, quando não havia estradas asfaltadas em parte alguma do Brasil e fazer tais percursos por terra tinha um ar heroico para os corajosos passageiros que não optavam por viagens aéreas, ferroviárias ou marítimas. Na propaganda do CP, do ano de 1945, a empresa Expresso Flexa de Ouro anunciava seu ônibus (na verdade menos do que os atuais micro-ônibus) que saía da capital gaúcha rumo à capital paranaense, passando por São Leopoldo, Caxias do Sul, Antonio Prado, Vacaria, Lages, Rio do Sul, Blumenau, Joinvile e finalmente Curitiba. Note-se que esse trajeto é hoje a BR 116 - a 101, pelo litoral, demoraria mais algumas décadas para surgir de fato.

No tempo em que havia uma profissão chamada "telefonista"

Muitos nem imaginam, mas já existiu uma época em que havia um tipo de profissão hoje impensável - a de telefonista, quase sempre exercido por uma mulher, em uma época em que a discagem direta e mesmo a posse e uso de telefones eram coisas quase raras. Em 1975, portanto há 40 anos, somente a cidade de Porto Alegre contava com mais de 300 dessas profissionais, de cuja eficiência dependiam muitos relacionamentos e negócios. Tempos em que se utilizava orelhões com fichas e quem tinha um telefone fixo o declarava no imposto de renda como "bem". Os tempos passaram, as telefonistas se aposentaram ou deixaram de existir e as comunicações se banalizaram tanto que ninguém com menos de 30 anos imagina a dificuldade que era conseguir uma "linha" naqueles remotos anos setenta.  A reprodução acima é do Correio do Povo, em homenagem ao Dia da Telefonista - 29 de junho. 

domingo, janeiro 03, 2016

Há 65 anos surgia o primeiro Dia dos Namorados em Porto Alegre


Quando surgiu a comemoração do Dia dos Namorados, hoje uma das datas mais representativas do comércio no Brasil? Pois o 12 de Junho, ao contrário do que alguns pensam, não é tão antigo assim, e surgiu como algo importados dos países do chamado Primeiro Mundo. Pesquisando nos arquivos do Correio do Povo, o Conselheiro X descobriu que tal evento teve sua primeira edição no dia 12 de Junho de 1950 - portanto, fará 66 anos neste 2016 - graças, sobretudo, ao apoio da então poderosa Companhia Jornalística Caldas Júnior, de Breno Caldas. Em sintonia com o comércio porto-alegrense, os jornais da empresa promoveram uma campanha para implantar a data, certamente seguindo o exemplo de São Paulo.

sábado, janeiro 02, 2016

Nani, em A Charge Online.

sexta-feira, janeiro 01, 2016

O inesquecível verão de 1980 nas praias brasileiras.

O verão de 1980 foi inesquecível para quem viveu aquela época. Foi o verão da anistia, da volta dos exilados, do jornalista Fernando Gabeira desfilando sua tanga de croché pelas praias brasileiras e foi também o veraneio do desbunde, em que se ansiava, mais do que nunca, pela liberdade. Naquele início de janeiro, há 36 anos, estas moças caminhavam pelas areias do litoral gaúcho, exibindo belos corpos, fotografados pelas lentes de um fotojornalista do Correio do Povo. Como será que estão mais de três décadas depois?