terça-feira, novembro 15, 2016

Bomba explode na casa do dono da Rede Globo

Apesar da Rede Globo de Televisão, para muitos, estar associada ao regime militar brasileiro instaurado em 1964, o fato é que as posições de Roberto Marinho, seu proprietário - que dava empregos e protegia artistas, autores e diretores filiados ou ligados ao Partido Comunista - irritavam a extrema direita. Em 1976, quando já se vivia a "abertura lenta, gradual e segura" de Geisel, a radicalização política por parte de tais grupos consumou-se em uma série de atentados em todo o Brasil. Um deles foi contra o dono da Globo, como se vê nesta nota publicada pelo Correio do Povo.

Nenhum comentário: