Translate

sábado, fevereiro 15, 2014

Prefeito proíbe cabeludos de trabalharem em seu município, em Alagoas

Se hoje o casamento gay é quase normal, os beijos entre homens aparecem até em novelas da Globo e a sociedade privilegia o que chama de diferenças - ser diferente é bom - em 1975 as coisas estavam longe de tais liberalidades, conforme se lê nesta matéria do Correio do Povo.  Um prefeito do Estado de Alagoas havia proibido que os estudantes do Projeto Rondon trabalhassem em seu honrado município, alegando que não estava disposto a aceitar "cabeludos". Segundo a autoridade máxima do município, homem que usa cabelo comprido está tentando se disfarçar para encobrir algum crime que cometeu ou "está desgostoso de ser homem". Imagine hoje, com brincos e piercings...

Nenhum comentário: