quarta-feira, julho 16, 2014

Maria José Cardoso, a catarinense que foi Miss Brasil pelo Rio Grande do Sul em 1956






Quem a viu pessoalmente diz que era de uma beleza invulgar e estonteante (morena com olhos azuis esverdeados) no gênero Ava Gardner - se bem que um tanto tímida. O certo é que a primeira Miss Brasil gaúcha escolhida por um júri nasceu em São Francisco do Sul, no litoral catarinense e se mudou ainda pequena para o Rio Grande do Sul, Estado que representou no concurso Miss Brasil 1956, realizado no hotel Quitandinha, em Petrópolis, Rio de Janeiro, a 16 de junho.
Maria José Cardoso tinha apenas 21 anos de idade e estudava no Instituto de Belas Artes, em Porto Alegre, mas, para os mais íntimos, era tão somente a "Zezé da rua Vicente da Fontoura", em Petrópolis, onde pegava diariamente o bonde que a levava ao centro. Foi,aliás, como representante do Petrópole Tenis Clube que se elegeu Miss Porto Alegre;
Eleita Miss Brasil, depois de ter vencido o certame estadual, teve um retorno apoteótico a Porto Alegre, sendo recebida no aeroporto pelo prefeito Leonel Brizola e, ao término de um desfile em carro aberto que teve multidões a acompanhá-lo (inclusive na Rua da Praia), acenou para os gaúchos na sacada do Palácio Piratini - o governador Ildo Meneghetti estava a seu lado (por coincidência, a esposa de Meneghetti aniversariava naquele dia). 
Maria José Cardoso, a Zezé, não venceu o concurso Miss Universo daquele ano, mas chegou perto. Alguns atribuem o fato à sua timidez. As reproduções acima são da Revista do Globo da segunda quinzena de julho de 1956.

Nenhum comentário: