Translate

sexta-feira, fevereiro 13, 2015

A prisão do escritor, médico e militante comunista Dyonélio Machado, em 1935

Dyonélio Machado foi um dos mais importantes escritores gaúchos. Médico por formação, nascido em Quaraí, ele se tornou também conhecido como militante do Partido Comunista Brasileiro, o PCB. Em 1935, ano em que ocorreu a Intentona Comunista no Rio, contra Getúlio, e um dos motivos de se criar o "Estado Novo", Dyonélio foi preso, em Porto Alegre, pouco antes das comemorações pelo Centenário da Revolução Farroupilha, evento grandioso que mobilizou o Rio Grande. E 1935 foi um ano importante na vida literária do autor (que tinha 40 anos na época), quando publicou sua obra-prima Os Ratos, livro em que descreve as agruras de um homem comum em busca de algum dinheiro emprestado que lhe permitisse pagar a conta mensal devida ao leiteiro. Nesta reprodução do Correio do Povo, coleção do Arquivo Histórico de Porto Alegre, lemos a notícia da prisão deste médico, escritor e comunista que também se notabilizou pela sua contribuição à psiquiatria no Rio Grande do Sul. Dyonélio Machado faleceu em 1985.

Nenhum comentário: