Translate

domingo, julho 26, 2015

Golpistas prometem "telefone na hora" para os usuários: anos setenta.


Quem hoje liga ou atende um telefonema quando está caminhando pela rua, como se isso fosse a coisa mais natural do mundo, não imagina o que era a telefonia nos anos setenta. Conseguir uma ligação interurbana era um verdadeiro parto, não existiam telefones móveis e os que haviam eram raros e muito caros - tanto que eram declarados como "bens" no imposto de renda. Tal dificuldade de comunicação, impensável para a atual geração, gerava até mesmo um comércio clandestino, sem falar em golpistas que prometiam instalar rapidamente os aparelhos fixos nas residências, usando das "boas influências" na companhia estatal - no caso a CRT, Companhia Riograndense de Telecomunicações, de não saudosa memória. As reproduções acima, do CP, atestam isso.

Nenhum comentário: