Translate

terça-feira, outubro 04, 2016

Campanha da Delegacia de Costumes contra os "engraçadinhos" dos cinemas: 1955

Em 1955 a Porto Alegre de pouco mais de 500 mil habitantes e mais de 100 quilômetros de linhas de bondes (uma das maiores do mundo, proporcionalmente) tinha na Rua da Praia a sua "cinelândia". Era nessa via central, então aberta ao trânsito de veículos, que se localizavam os principais cinemas de uma cidade que tinha quase 40 deles. Como assistir aos filmes, ou "películas", era um dos principais programas de lazer dos porto-alegrenses, naturalmente ali, no escurinho, aconteciam as mais variadas cenas - muitas delas mal-vistas pelo conservadorismo dos costumes da época (embora, até hoje, ninguém goste de "engraçadinhos"). Pois os tipos chamados de "engraçadinhos", ou "rapazes bonitos", protagonizavam cenas de desconforto às senhoras e senhoritas, não raro falando palavrões ou fazendo piadinhas durante a projeção. Como naquele tempo havia a tal "Delegacia de Costumes", os policiais passaram a vigiar e prender os tais folgados, que eram levados à delegacia de polícia para ouvir admoestações nada gentis da parte das autoridades da segurança pública. Pior: tinham seus nomes e endereços publicados no jornal de maior circulação da Capital, o Correio do Povo, como se vê nesta reprodução.

Nenhum comentário: