Translate

quarta-feira, setembro 23, 2009

Marcelo Mastroiani e Anita Ekberg em La Dolce Vita, de 1960.
A Coordenação de Cinema, Vídeo e Fotografia da Secretaria Municipal da Cultura dá início hoje, 22, ao evento O Discreto Charme da Burguesia, com exposição de fotos, mostra de filmes e debates. A exposição fotográfica é na Galeria Lunara, de sexta-feira, 25 a 8 de novembro. Um dos principais nomes da fotografia do século XX, o inglês Cecil Beaton notabilizou-se pelos retratos de personalidades do jet-set internacional. Beaton passou a vida a viajar, convivendo com artistas e dividindo seu tempo entre a criação de cenários e figurinos para cinema (My Fair Lady, Gigi) e teatro, a fotografia de moda para a revista Vogue e os retratos de celebridades. As obras, exibidas na Galeria Lunara, foram cedidas pela tradicional casa de leilões do Reino Unido, Sotheby’s, detentora do espólio do artista, morto em 1980. O coquetel de abertura da exposição Cecil Beaton – Portraits, que apresenta retratos em grandes dimensões de personalidades como Katharine Hepburn, Marisa Berenson, Marianne Faithfull e Salvador Dalí, é sexta-feira, 25, às 19h, na Galeria Lunara (5º andar da Usina).Cinema - Os filmes são mostrados na Sala P. F. Gastal de terça-feira, 22 a 4 de outubro, com dois debates com entrada franca. No dia 22 será realizado o debate Visconti: Do Neo-realismo ao Decadentismo, com o historiador Voltaire Schilling, antecedido pela exibição de Violência e Paixão. Em 29 de setembro, às 19h, o cineasta João Moreira Salles fala sobre A Representação da Elite no Documentário Contemporâneo, a partir de dois títulos em torno do tema, Santiago (dirigido por Moreira Salles) e Grey Gardens, de Albert Maysles, David Maysles, Ellen Hovde e Muffie Meyer.A representação da burguesia sempre interessou ao cinema, desde os seus primórdios. Mas é especialmente nas décadas de 1960 e 1970 que as grandes obras sobre o tema são produzidas em visões críticas assinadas por Luís Buñuel, Luchino Visconti, Claude Chabrol, Joseph Losey, Pier Paolo Pasolini, Federico Fellini e outros. A presente mostra reúne 18 filmes, entre títulos clássicos e produções recentes, que se dedicam a perscrutar a condição burguesa ao longo do século XX e retratar os embates de classe por ela despertados.
A programação de cinema, com o apoio das distribuidoras Lume Filmes, Versátil, Pandora, Play Arte e Califórnia Filmes, é a seguinte:Semana de 22 a 27 de setembro:22, terça-feira15h – O Anjo Exterminador17h – O Deserto Vermelho (entrada franca)19h – Violência e Paixão, debate com Voltaire Schilling (entrada franca)23, quarta-feira15h – O Criado17h – Teorema19h – O Discreto Charme da Burguesia (entrada franca)24, quinta-feira15h – Teorema 17h – Pecados Inocentes19h – Violência e Paixão25, sexta-feira15h – Grey Gardens17h – O Anjo Exterminador19h – O Tempo Redescoberto26, sábado15h – O Discreto Charme da Burguesia (entrada franca)17h – A Doce Vida (entrada franca)27, domingo15h – Pecados Inocentes17h – Teorema19h – Violência e PaixãoSemana de 29 de setembro a 4 de outubro29, terça-feira 15h – Uma Mulher do Outro Mundo17h – Santiago19h – Grey Gardens, debate com o cineasta João Moreira Salles30, quarta-feira15h – As Corças17h – Match Point19h – O Grande Gatsby1º, quinta-feira15h – O Criado17h – Roleta Chinesa19h – O Tempo Redescoberto2, sexta-feira15h – Casamento ou Luxo?17h – Uma Mulher do Outro Mundo19h – Retorno a Howards End 3, sábado15h – Roleta Chinesa17h – Match Point19h – O Tempo Redescoberto4, domingo15h – O Deserto Vermelho (entrada franca)

Nenhum comentário: