Translate

quinta-feira, dezembro 18, 2008

Padre Paulo se diz decepcionado com empresas

Padre Paulo: "O dinheiro vem das pessoas físicas."Orçada em cerca de 800 mil reais, a nova igreja de São Luís Gonzaga, na rua Guilherme Alves, não tem uma previsão certa da conclusão definitiva. Embora já se erga contra o céu, em um formato triangular que lembra as pirâmides egipcias, a obra - cujo término seria para este ano de 2008 - vem se arrastando lentamente. A nova igreja é um sonho do padre Paulo Kunrath, o pároco, que se diz decepcionado com algumas "pessoas jurídicas" (leia-se empresas) do bairro, que se recusaram a colaborar financeiramente para a empreitada. "Bem concluída, é difícil de dizer, mas vai passar de um ano", informa ele.
De qualquer forma, uma data já foi fixada - 21 de junho do próximo ano, o dia de São Luís, o patrono da Juventude. Nesse dia, garante o padre, irá haver uma inauguração simbólica, embora a obra possivelmente não conte com o piso definitivo e nem com a pintura externa. "No momento estamos encerrando uma ação entre amigos para arrecadar recursos para fazer a parte elétrica", conta ele.
Dos 8oo mil reais projetados, cerca de 550 mil já foram captados, a maioria junto a paroquianos e amigos da paróquia, revela o pároco. Parte desses recursos veio da Alemanha e também da receita de eventos realizados na paróquia. De origem alemã - que fala fluentemente - o padre Paulo tem estreitas ligações com paróquias católicas da região do Saar, na divisa entre a Alemanha e a França, e na Baviera, onde tem parentes. Há uma pessoa contratada, captando os recursos, mas as dificuldades têm sido grandes. "Nós não contávamos com a dificuldades de angariar recursos junto ás pessoas jurídicas. Várias grandes empresas do bairros nos disseram não", afirma.
Comandando a paróquia desde 2001, o padre Kunrath sempre sonhou com uma "igreja de verdade", onde possam ser realizados casamentos, algo que, neste anos, só aconteceu em duas oportunidades. A concorrência das grandes igrejas de São Jorge, Santo Antonio e São Sebastião tira de muitos casais a disposição de contrair matrimônio em uma outra, pequena, em uma rua secundária. Para piorar, há a superstição de ser uma igreja com entrada lateral e não frontal. "Mas já há gente esperando para casar na igreja nova", alegra-se ele.
A nova igreja de São Luís transformará a atual em um salão paroquial. Embora não seja luxuosa, terá piso de granito e um visual, digamos, modernoso, como já pode se ver. As cores da pintura externa ainda não foram definidas.
Em agosto deste ano a paróquia comemorou os seus 40 anos de existência, com a presença do arcebispo metropolitano, D. Dadeus Gringgs.
2008 - O ano que está encerrando foi um ano estável para o catolicismo no Jardim Botânico, afirma o padre Paulo. "Conseguimos manter o que havia há um ano atrás". Indagado sobre a possibilidade de ser transferido para outra paróquia, o pároco diz: "Isso só o Bispo e Deus sabem."

Nenhum comentário: