Translate

sexta-feira, janeiro 22, 2010

PUCRS é casa da ThoughtWorks no Brasil

A ThoughtWorks, companhia norte-americana de Tecnologia da Informação (TI) especializada no desenvolvimento de softwares customizados, presente em quatro continentes e com 1.300 funcionários, inaugurou suas operações no início da noite desta quinta-feira, 21 de janeiro, na PUCRS. Com sede em Chicago (EUA) e escritórios na Austrália, Canadá, China, Índia e Inglaterra, a empresa chega ao Brasil por indicação dos clientes, que mostravam a América do Sul como solução para o retorno às suas necessidades que não se restringisse ao fuso horário das estações de trabalho asiáticas.
As atividades sediadas no prédio da Faculdade de Informática (Facin), até a conclusão das obras no Parque Científico e Tecnológico da Universidade (Tecnopuc), contam com 17 pessoas, e estão concentradas no atendimento a um grande cliente do ramo aeronáutico. A empresa, uma das líderes mundiais em programação utilizando metodologias ágeis ¿ caracterizadas por um alto nível de compartilhamento de dados e de interatividade com os contratantes ¿ também presta serviços nas áreas do entretenimento, energia, mercado financeiro, seguros, logística e alta tecnologia.
Durante o ano de 2010 serão abertas vagas para novos funcionários. Conforme o gerente, Sidney Pinney, a previsão é chegar até dezembro com 100 pessoas na equipe, desde estagiários a altos especialistas, entre brasileiros e estrangeiros, preservando uma característica marcante da empresa, que tem 25% de sua força de trabalho atuando fora do país de origem. O diretor da Faculdade de Informática, professor Avelino Zorzo, comemora a chegada da empresa e percebe oportunidades para os alunos da PUCRS. "Eles trazem metodologias novas de desenvolvimento de software e ideias inovadoras para os nossos estudantes. Futuramente podemos estabelecer parcerias para realizarmos capacitações em algumas tecnologias que eles utilizam", conta Zorzo.
A escolha do Rio Grande do Sul, de acordo com Pinney, envolveu quatro etapas. A primeira foi abrir mão dos altos custos de uma instalação no centro do País, em especial Rio de Janeiro e São Paulo. A partir daí, o gerente afirma que a opção recaiu sobre um local que privilegiasse características valorizadas na forma de atuação da ThoughtWorks, "integrando um centro de excelência na formação de profissionais em TI, em especial familiarizado com as metodologias ágeis; a qualidade de vida e um ambiente em que as pessoas tivessem grande disposição e a cultura de trabalhar de maneira colaborativa". Porto Alegre e a PUCRS atenderam a todos os requisitos.
Roy Singham, fundador e presidente da ThoughtWorks, diz que a expansão no Brasil é importante para a estratégia de tecnologia da empresa assim como seu compromisso com a comunidade global. "Isto não é apenas a abertura de um novo escritório, é o nosso primeiro na América do Sul, e a realização de um sonho meu de infância. Nasci na Jamaica e lá gostávamos de acompanhar tudo sobre o Brasil. O País cresceu muito nos últimos dez anos e certamente será muito importante no futuro tanto economicamente como para o desenvolvimento social e político global", observa. "O Brasil é o lar emocional do movimento The Free Open-Source Software, e desempenhará um papel cada vez mais importante na rede de inovação global".
Ricardo Bastos, diretor da Agência de Gestão Tecnológica da PUCRS (AGT) ressalta a sinergia do pensamento da Universidade e da ThoughtWorks: "É uma companhia que vê o futuro de uma maneira diferente e traz novas ideias, pensando também no lado social, o que tem muito a ver com a missão da PUCRS", destaca.

Nenhum comentário: