Translate

quarta-feira, abril 20, 2011



O jornalista Ruy Carlos Ostermann recebe o escritor mineiro Zuenir Ventura, nesta quinta-feira, 21, no talk-show ‘Encontros com o Professor’. O evento, que tem entrada franca, será realizado às 19h30 no StudioClio (José do Patrocínio, 698). A canja musical ficará a cargo do pianista Rutkowski-Olivé. A distribuição de senhas de acesso se inicia às 19h.
Colunista do jornal O Globo, Zuenir Ventura tem 80 anos e teve passagens por diversas redações dos maiores jornais e revistas do País. Ingressou no jornalismo como arquivista e conquistou bolsa de estudos para o Centro de Formação dos Jornalistas de Paris. Realizou para a Editora Abril uma série de 12 reportagens sobre Os anos 60. Entre as publicações que já o tiveram na equipe estão Veja, IstoÉ, Visão e Domingo, do Jornal do Brasil.
Zuenir assinou o livro ‘1968 - o ano que não terminou’, que serviu de inspiração para a minissérie Os anos rebeldes, produzida pela TV Globo. Publicou no Jornal do Brasil a série de reportagens ‘O Acre de Chico Mendes’, que lhe valeu o Prêmio Esso de Jornalismo e o Prêmio Vladimir Herzog. Lançou também ‘Cidade partida’, um livro-reportagem sobre a violência no Rio de Janeiro, e foi traduzido na Itália, com o qual ganhou o Prêmio Jabuti de Reportagem. Seus livros seguintes foram ‘Crônicas de um fim de século’ e ‘Cultura em trânsito 70/80 - da repressão à abertura’, com Heloísa Buarque e Elio Gaspari.
No cinema, Zuenir co-dirigiu o documentário ‘Um dia qualquer’ e foi roteirista de outro, ‘Paulinho da Viola: meu tempo é hoje’, de Izabel Jaguaribe. Recentemente recebeu da ONU um troféu por ter sido um dos cinco jornalistas que "mais contribuíram para a defesa dos direitos humanos no país nos últimos 30 anos". Em 2010, foi eleito "O jornalista do ano" pela Associação dos Correspondentes Estrangeiros.
Mais conteúdo: Saiba mais sobre a canja musical.

Nenhum comentário: