Translate

sábado, fevereiro 28, 2009

*De acordo com o departamento jurídico do Grupo Record Rio Grande do Sul, o empresário Paulo Caldas Milano, que foi reintegrado pela justiça como sócio da Rádio Guaíba, detém 0,014% do capital da emissora. O número, segundo o advogado Valtencir Miotto, equivale a R$ 280, diferente do que havia sido publicado pelo site Espaço Vital, que informou que o empresário era titular de 2.427.150 quotas (aproximadamente 1,5% de todo o capital social). “No máximo, exagerando, R$ 1.000, em valores corrigidos”, diz Valtencir. O advogado afirma que, se a sentença for confirmada, a decisão não terá reflexos na transferência do controle que, em fevereiro de 2007, passou para a Record.
O autor da ação é membro da família Caldas Júnior, que fundou a rádio em 1957. Ele afirmou ao site Espaço Vital que somente depois da venda da emissora para o grupo Record foi que ele descobriu que havia sido excluído unilateralmente da sociedade por deliberação da maioria do capital. (Coletiva.Net)

Nenhum comentário: