Translate

quarta-feira, outubro 14, 2009

A RBS TV exibiu na sexta-feira, 9, durante o telejornal RBS Notícias, um vídeo em que o vice-governador do Estado, Paulo Feijó, faz denúncias de como funcionaria o esquema de caixa dois na campanha eleitoral da governadora Yeda Crusius. O vídeo inicia com o esclarecimento de que o vice-governador estava concedendo depoimento a convite do Ministério Público Federal do Rio Grande do Sul. O advogado de Yeda, Fábio Medina Osório, protocolou reclamação ao Conselho Nacional do Ministério Público contra o que considera “seguidas interferências políticas do MPF na política do Estado”. Segundo ele, o vídeo foi liberado por agentes do MPF, sem autorização da juíza Simone Fortes, encarregada do caso, e com exclusividade para a RBS. Procurado por Coletiva.net, o gerente de jornalismo da RBS TV, Eurico Meira, nega que a emissora tenha revelado a fonte que divulgou o vídeo. O repórter da rádio Gaúcha e RBS TV Daniel Scola teria obtido o vídeo junto a uma fonte que pediu para não ser identificada. No entanto, ainda na sexta-feira, 9, o próprio site da RBS informava que o material havia sido obtido “junto ao MPF”. Esta revelação foi feita pelo jornalista Políbio Braga, que publicou em seu site de notícias o link para o conteúdo, que somente na manhã desta terça-feira, 13, foi alterado. Onde se lia “junto ao MPF”, consta agora “junto a uma fonte que pediu para não ser identificada.” (Coletiva.Net)

Nenhum comentário: