Translate

segunda-feira, fevereiro 16, 2009

*O governo do Estado quer disponibilizar informações “sem fazer propaganda”. Segundo o assessor de imprensa da governadora Yeda Crusius, o jornalista Joabel Pereira, a estratégia de comunicação que será implantada ao longo de 2009 tem como meta a divulgação sob a ótica do cidadão. “Sem propaganda e, sim, com a responsabilidade de universalizar o acesso às ações, iniciativas, projetos e serviços, de tal forma que os gaúchos possam saber o que o Estado oferece e como chegar àquilo que precisam”, explicou Joabel.
Com a criação da Secretaria Geral de Governo e com a consequente extinção da Secretaria Extraordinária de Comunicação Social, em março do ano passado, o Governo do Estado anunciou uma nova fase para o setor. Para Joabel, o fato possibilitou importantes mudanças, como um maior alinhamento das ações de comunicação do governo e uma melhor definição dos responsáveis em cada área, “permitindo uma articulação mais rápida entre os diversos interlocutores do governo, por exemplo, na resposta às demandas dos veículos de comunicação”. O jornalista afirmou que os benefícios apareceram na elevação do acesso e leitura do site, rádio e TV Piratini.
Em entrevista a Coletiva.Net, em agosto do ano passado, o assessor declarou que a ação de reestruturação da Comunicação visava corrigir dificuldades e integrar o setor. Questionado sobre os resultados obtidos, Joabel respondeu: “Em comunicação, as metas nunca são atingidas, porque são permanentemente ajustadas ou ampliadas. Sabendo que sempre há o que melhorar, considero que o perfil inteiramente jornalístico e a constante atualização do site correspondem ao que pretendíamos. O crescimento nas consultas ao site e nos downloads da rádio e TV Piratini é o que nos dá segurança disso”.
Sobre a abertura de novos canais de interlocução com veículos e sociedade, ele cita que o incremento na difusão de notícias e artigos para os jornais e rádios do Interior e a atenção às chamadas ‘emissoras populares’ estão entre os procedimentos já adotados. Joabel também defendeu que basta ver a presença do governo nos noticiários para verificar como a comunicação social do governo vai bem. “Que é um governo que anuncia muito pouco, que quase não faz publicidade, isso é verdade, mas com uma comunicação social dentro da normalidade”, disse. (Coletiva)

Nenhum comentário: