Translate

sexta-feira, maio 22, 2009

*Dar a Porto Alegre monumentos com estética específica e que representem a história do povo negro na Capital. Essa é a idéia do Museu de Percurso do Negro no Centro Histórico. O contrato de financiamento de atividades entre a Unesco e o Grupo de Trabalho Angola-Janga para a execução do projeto foi assinado na segunda quinzena de maio.
Com investimento de R$ 184,3 mil, o museu faz parte das ações de cunho cultural do Programa Monumenta. Será composto, num primeiro momento, de quatro esculturas dispostas em diferentes pontos do Centro Histórico e de um roteiro monitorado por guias escolhidos pela Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc) e pelo movimento negro local.
A novidade é que essas esculturas serão construídas por artistas negros, de forma coletiva, mediante um programa de oficinas. Desde 2000, o Centro de Referência Afro-Brasileiro vem reivindicando esse projeto, tendo como base a falta de elementos que representem a cultura negra no patrimônio material (prédios, monumentos, ruas) do centro da cidade.
Capacitação - O primeiro passo do projeto será a implantação de oficinas de capacitação de artistas e monitores para a confecção das esculturas e o estabelecimento de um roteiro da história negra no centro, tendo as esculturas como ponto de partida. As decisões internas ao projeto serão tomadas por um Conselho Gestor composto por representantes de oito secretarias do município e por um conjunto de organizações do movimento social negro em Porto Alegre. As inscrições para as oficinas devem começar em junho.
Outras informações podem ser obtidas no Programa Monumenta, ligado à Secretaria Municipal da Cultura, pelo telefone 3221-8373.
Angola-JangaO Grupo de Trabalho Angola-Janga é uma organização não-governamental fundada em 11 de novembro de 1988. Atua na área da educação, desenvolvendo cursos de formação e capacitação destinados a militantes do movimento negro, jovens em situação de vulnerabilidade social, entre outros. O mote da organização é a promoção da igualdade racial. Informações sobre o grupo Angola-Janga: (51) 3226-8888 e 3226-1556 ou lua.janga@gmail.com.

Nenhum comentário: